frank herbert

God Emperor of Dune

1437283Maio começou com leituras pesadas e ainda estou em dúvida se isso foi uma escolha boa ou ruim. Depois de terminar Divine Invasions, queria descansar um pouco do Philip e começar a redigir aquele meu trabalho (para o qual eu comecei lendo VALIS e acabei não lendo nada menos que quatro livros do autor no mês passado). Então resolvi pegar nada tão curto quanto os últimos romances pelos quais eu me aventurei, e estou lendo agora The Two Towers (o volume 2 do Senhor dos Anéis, As duas torres e que, quem sabe, terá um post aqui uns dias para frente). Como tento me manter sempre lendo um livro físico e outro digital, o e-book para compensar o Tolkien não foi nada menos denso: acabei lendo o quarto livro da série Duna. 

Arrisco dizer que God Emperor of Dune, que saiu no Brasil há umas décadas como Imperador Deus de Duna, é o livro mais pesado da série depois do primeiro. O Duna original, um amor de épico, tinha lá suas seiscentas páginas, mas os seus dois volumes seguintes formavam apenas a metade deste tamanho, cada um. Este quarto volta a crescer em extensão: demorei quase duas semanas para passar por todo o romance, mas saí inteiro.

E, atenção, pois aqui tem spoilers de todos os quatro livros da série, já que não tem muito bem como situar este sem falar de seus antecessores e seus desfechos. (mais…)